Apelo sentimental

Fiquei bastante tempo pensando em escrever algo.Para desabafar, fazer rir, me divertir e divertir os outros. Mas sempre faltou paciência. A preguiça imperou. Algum programa momentaneamente mais interessante aparecia. Uns elogiam-me (sim, estou em Coimbra e, por isso, vou falar português correto) e dizem que escrevo bem. Outros reclamam que só escrevo quando estou sob o efeito de drogas (o que não é verdade nesse momento) e sou excessivamente sentimental. O fato é que o sentimentalismo sempre arranca de mim as melhores palavras. São elas:

Estou esquecido a 8 mil quilômetros de casa, com outra rotina, pessoas estranhas que não falam a minha língua, morrendo de saudade de casa. Odeio o papo de “como você está sumido!”. Irmão, tenho o direito de estar sumido e não preciso te falar isso. Você, como meu amigo, deveria saber.

Não quero ter que me preocupar em garantir as pessoas que amo. Só isso…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: