Profissão

Há de se compreender que, com quase um quinto de século de vida, um aspirante a repórter necessita de uma capacidade vocabular que lhe garanta uma escrita que renda certa profundidade aos seus textos.

O mais complicado disso tudo é não se iludir com os eventos e os personagens que se cobre. E porra, para um escraviário com menos de 20 anos, isso é uma tarefa bastante difícil.

Cifrar as novidades, mesmo que você queira divulgar tudo que está na sua cabeça, é outro exercício de auto-controle!

A conclusão que se tira: trabalha-se muito para ter uma recompensa ínfima e breve – mesmo que ela lhe proporcione todo o orgulho do mundo. Rumo ao kitnet no centro com fumaça de cigarro e garrafas de bebida barata rolando pelo chão, eu serei um jornalista!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: