A história do dia 21 de maio passa por SP

21 de maio é um dia especial no mundo. O esporte mais popular do mundo teve sua Federação Internacional (FIFA) inaugurada nesse em 1904.

O que falar do dia no ano de 1919 que a Câmara de Representantes norte-americana autorizou o voto feminino. Um passo importantíssimo para a maior democracia do mundo.

Outro fato que aconteceu neste dia e ficará pra sempre pra história foi em 1927. Quando o aviador norte-americano Charles Lindbergh chegou a Paris vindo de Nova York, com seu “Spirit of St Louis”, percorrendo 5.860 quilômetros em 33 horas e 27 minutos. Foi a primeira travessia sem escalas através do Atlântico.

O dia 21 de maio teve outro marco na história, quando em 1944 após uma duríssima batalha, os aliados ultrapassaram Montecassino, facilitando a união com as forças de Anzio Nettuno e o avanço sobre Roma.

Mas esse importantíssimo dia do ano também é marcado por tragédias naturais, ou mortes em larga escala. Em 1950, um terremoto destruiu a maior parte da cidade peruana de Cuzco e causou a morte de mais de cem pessoas. Já em 2003 um terremoto matou mais de duas mil pessoas no norte da Argélia.

No mesmo dia, mas em 1982, na Guerra das Malvinas, a marinha britânica realizou as primeiras operações de desembarque nas ilhas com grandes perdas humanas. Nove anos depois um atentado matou o ex-ministro da Índia e mais dezoito pessoas no sul do país.

Um marco histórico também lembra o dia 21 de maio. Em 1998, o Ipatinga Futebol Clube (atual ‘filial’ do Flamengo) foi fundado. Foi no mesmo dia em 2005 que a Wikipédia Brasil atingiu o incrível número de 50 mil artigos.

De todas as datas pesquisadas a que mais me chamou a atenção foi o dia 21 de maio de 1987. Neste dia a pobre Guatemala sofreu um terrível incêndio que devastou o norte do país, matando milhares de pessoas e deixando marcas na história.

Esses fatos se tornam irrelevantes, quando o assunto é 21 de maio. Foi no mesmo ano de 1987, mas não na América central, sim em São Paulo que marcou pra sempre este dia. Mais precisamente às 10 horas e 3 minutos. Uma princesa chamada Lígia Sillman Modena nasceu e mais tarde – mal sabia – viria para o Rio e mudaria a minha vida.

A linda paulistinha veio pra cá pro Rio em 1997 (Graças a Deus), e também graças ao todo poderoso ela decidiu encarar uma “filinha” na Barô no dia 9 de dezembro de 2006. Com o desenrolar daquela noite ela acabou “sobrando”, juntamente com este que vos escreveis. A melhor sobra de todos os tempos!

Mal sabia eu que aquela paulista mudaria a minha vida. Tudo começou estranhamente. Como alguém chega em uma menina falando mal da cidade que ela nasceu e tanto adora? E o pior ela gosta dele. Quando vai embora, ela é jogada pro banco de trás. No domingo seguinte pra tentar manter o contato com a ‘mulézinha que pegou na noitada’ deixei um recadinho no orkut. Só de charme não podia adicionar, fazia parte do joguinho.

Desde o dia seguinte a vontade de rever essa princesa era enorme, e por incrível que pareça essa vontade cresce cada vez mais. Cada dia também descubro o quanto essa pessoa é valiosa, quanto seu coração é bondoso, exceto em alguns casos. Suas qualidades não acabam nunca, mesmo quando recebo esporros desnecessário, até isso parece ser um dom dela. Vejo o quanto cada minuto ao seu lado é agradável.

Percebi que achei alguém pra ficar do meu lado até eu ficar velhinho, ranzinzo, chato, estalando todos os ossos imagináveis, reclamando de dor em todas as articulações. Assim minha futura e magra aposentadoria será bem mais feliz.

Então (aquele que você adora falar), não consigo traduzir o quanto você é importante pra mim. Te amo demais, o primeiro, de muitos, 21 de maio junto.

O dia 21 de maio é só seu! Roberto Frejat que ache outra data.

5 Respostas to “A história do dia 21 de maio passa por SP”

  1. fdpuc Says:

    vocês dois estão perdendo a linha, só isso que tenho a dizer.

    Castello.

  2. Massa Says:

    Na moral, cara, se você está com inveja dos nosso textos, publique você também uma homenagem bem escrita!

  3. fdpuc Says:

    porra, se eu fizesse isso estaria indo contra o que estou reclamando. homenagem assim eu mando por e-mail, carta, ou falo ao vivo.

    vocês fazem o que querem, escrever o que querem, tanto faz. mas só acho que vocês estão perdendo a linha em colocar coisas mais pessoas (e que seriam restritas a você e a pessoa que deveria ler a homenagem) no blog, que não é desse feitio.

    tenho dito, Castello.

  4. fdpuc Says:

    Só acho que todos são bem homenzinhos de resolver isso ao vivo e não precisa criar polêmicazinha por internet!

    Arari Bóia!

  5. Laura Says:

    A crise está instalada!

    Existem dois grupos que estão causando um racha na equipe:
    O grupo dos sem noção que acham que é legal escrever declarações e homenagens em um blog que não é só seu e não tem esse intuito e o grupo do estressadinho sem noção a revolta! que só o nome já diz tudo!

    Será que eles conseguem por um fim nesse racha? Será que conseguem cantar juntos e abraçadinhos: “no meio da floresta tinha uma coruja em noite de lua ela cantava assim: tchutchu tchutchu tchutchutchutchutchutchu

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: