O fim de Gilmore Girls

Hoje o texto é mais emocional do que racional. O motivo é o término de Gilmore Girls! Sim, a melhor série de todos os tempos chegou ao fim. Nos EUA foi dia 15, mas eu só vi o último capítulo ontem, dia 17. Não contarei NADA do último episódio aqui, e nem nada sobre os últimos, que ainda não foram exibidos no Brasil.

Gilmore Girls não é série de mulherzinha. Não é porque as duas protagonistas são mãe e filha que a série teria que desembrenhar por esse caminho. Pelo contrário, é muito mais que isso. Mas não adianta dizer que a série é puro dinamismo, recheada de diálogos cools, bizarros e inteligentes, com mil citações pop-culturais por segundo. Não adianta dizer que não força nenhum um pouco o dramalhão: é leve quando chega ao drama e sutil quando troca pra comédia – na verdade, mistura tudo. É delicada e brutal ao mesmo tempo. Situações chegam ao limite da tensão. Ou tudo é escrachado até o fim. Não adianta dizer que os altos papos entre Rory e Lorelai não são girly talk, e sim que são divertidos, bacanas e non-sense – é ao mesmo tempo tudo e nada com argolinha. Não é gay gostar de Gilmore Girls. Por mais que não adiante dizer, eu digo. Gostar de Gilmore Girls é gostar da própria vida!

O último episódio passou, mas não vai dar pra esquecer todos os personagens. Lorelai e Rory. Luke, o café do Luke, Luke’s Dinner. Os avós da Rory, Emily e Richard Gilmore. Christopher, o pai. Sookie, a melhor amiga da Lorelai. Jackson, o marido da Sookie. Lane, a melhor amiga. Zach, o marido da Lane. Brian e todo o Hep Allen, a banda da Lane. Os namorados da Rory: Dean, Jesse e Logan. Os namorados da Lorelai: Max, Jason, Christopher e Luke. O TJ e a Liz. April, filha do Luke. O tosco Michel. A louca Paris e o louco Doyle. Lucy e Olivia. Colin and Finn. O povo bizarro e adorável de Stars Hollow: Kirk, Miss Patty, Babette, Taylor, Mrs. Kim, Gypsi, Lulu. São tantos, são tantos! Chilton, Yale, Hartford, Stars Hollow! Ah, Connecticut! São tantos episódios. Sete temporadas! 153 episódios! Não dá pra esquecer, não tem como! Vão ficar todos pra sempre! Obrigado Amy Sherman e Daniel Palladino por criarem Gilmore Girls.

Gilmore Girls

Chegou ao fim, tem que acabar. Terminou na hora certa. O ciclo se fechou. A série sempre teve como mote a relação mãe-e-filha (Emily e Lorelai, Lorelai e Rory), e depois de 7 temporadas, depois de bons dias e maus dias, tudo acabou bem. E a última cena não podia deixar de ser a que foi.

Viva as garotas Gilmore!

PS: Aceito de presente os DVDs das quatro temporadas que já saíram. E futuramente as outras três. Obrigado.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: